Receita para a inclusão digital

30/05/2005 § 15 Comentários

Entrevista – Para a diretora do canal Futura, Lúcia Araújo, divulgar inclusão digital é um trabalho que o canal exerce em vários programas. Lúcia nos contou um pouco sobre o programa Escola Digital e as iniciativas do Futura.

futura.jpg

Cena do programa Escola Digital (Crédito: Reprodução)

– Quais as iniciativas do canal para inclusão digital?

A capacitação em informática educativa é uma das linhas de programação do Futura. Dentro desta temática, além do Escola Digital, podemos destacar séries como “Clique e Entre” ,”Info@Futura”, “Nota 10 – Informática Educativa”, “Circuito Educação” e “Sua Escola a 2000 por Hora”, produzidas para os mais diversos públicos, em parceria com o Instituto Ayrton Senna.

– Com a chegada dos computadores nas escolas, a TV vai perder a importância para a educação? Como o Futura atua nesse novo cenário?

Assim como os livros e a TV, o computador é mais uma ferramenta de apoio ao processo educativo, sendo complemento e nunca um substituto do professor ou de outras mídias. O Futura em todos os seus projetos, seja pela TV, computador ou pela ação presencial da mobilização, objetiva prover conteúdos que sejam úteis ao aprendizado nos mais diversos espaços.

– O programa recebe cartas ou e-mails de escolas brasileiras? O que as escolas brasileiras mais querem saber sobre inclusão digital?

Recebemos mensagens através do site do programa (www.programaescoladigital.org.br). Professores, alunos e o público em geral solicitam o acesso aos 13 episódios da série, para serem utilizados em suas escolas e comunidades. Também recebemos cartas e e-mails pedindo informações sobre os personagens da série e o contato das escolas participantes. O programa é focado no protagonismo do jovem, estimulando esta iniciativa em seus episódios e na própria criação série, que contou com a participação do jovem em todo o processo de produção. Para dar continuidade a este processo fora da “telinha” e estimular iniciativas direcionadas à inclusão digital, veicularemos em breve, uma promoção onde o público poderá enviar projetos ou idéias que serão disponibilizadas no site do programa.

Confira entrevistas sobre o programa com representantes da Microsoft e Instituto Ayrton Senna.

Saiba mais sobre a programação do Canal Futura na busca do Yahoo!. Digite “programação Canal Futura” sem aspas para ver sites sobre o assunto. Saiba também as últimas notícias sobre programas do canal através da busca avançada. Utilize a expressão exata “Canal Futura” e limite sua busca por data.

Anúncios

§ 15 Respostas para Receita para a inclusão digital

  • Rosemary disse:

    Passei por aqui e gostei do que vi, com certeza voltarei.
    Um abraço
    Professora:Rosemary Informática Educativa

  • marianina disse:

    Penso que a inclusão digital é uma oportunidade fantástica de interação com o mundo e com o “mundo” das cabeças das outras pessoas que leem e opinam sobre os mais variados temas.

  • Gleume Rodriguez disse:

    Adorei ter passado por aqui. Abraço.
    Profª Gleume – Laboratório de Informática Educativa

  • juranice barbosa da silva araújo disse:

    A inclusão digital é uma necessidade em nossos dias.Sem ela a tendência é nos tornarmos ultra-
    passados.
    um grande abraço
    Juranice

  • Silvana disse:

    Sou profª de uma escola particular de Guarulhos e percebe que a inclusão apesar de ser abordada diretamente sobre as escolas públicas, nossos alunos também, ainda, não estão inclusos a era digital. Recebem quinzenalmente aulas de informática, mas são bastante imaturos quanto ao manuseio dos computs.
    Estamos realizando um trabalho junta/m ao Lab de Inform. para viabilizarmos o qto antes o uso frequente dos mesmos.
    Parabéns pela reportagem. Profª Silvana

  • Elisabeth disse:

    Sou professora da rede municipal de Uberlândia e trabalho em uma pequena escola com educação infantil na área de informativa. Mas, ainda estou engatinhando no projeto. Apesar dos poucos recursos as crianças adoram as aulas, pois deixam nas livres para jogar ou digitar o que estão aprendendo em sala.
    Por isso, quando li seu artigo sobre a inclusão fiquei muito feliz com seu trabalho e peço que envie-me programas ou idéias para que eu possa incrementar minhas aulas.

  • educação na sala de aula disse:

    o pai e o professor buscando educação para seus filhos

  • Ariadne disse:

    Acho interessante que alunos aprendam a lidar com o computador. Mas não somente com a internet e jogos. Eles devem aprender a utilizar o Word, Excel…
    É muito bom que as escolas que não têm recursos estejam recebendo apoio nesse sentido.

  • Vera Costa disse:

    Sou Diretoria de Projetos do ISA e estamos aprendendo a trabalhar comunitariamente. Não tem sido fácil, mas adorei saber deste espaço e vou utilizá-lo mais vezes.
    Nós de Piatã-Ba, localizada na Chapada Diamantina, não temos biblioteca e tudo ligado à educação se torna um pouco mais difícil, nesse rincão tão esquecido do Brasil. O ato de ler, na vida de cada Piatãense está comprometido pela falta de uma biblioteca, de uma livraria, de recursos financeiros aos cidadãos para adquiri-los. Pensando nisso, pessoas comuns da comunidade estão tentando a todo custo, criar uma biblioteca. Até o momento já arrecadamos em torno de 2.500 livros. Mas estamos sozinhos, falta tudo o mais, precisamos desde orientação de como montar uma biblioteca, estantes, equipamentos, como vídeo, computadores, TV, projeto de filmes, etc.

  • FLAVIO ALOISIO CARNEIRO disse:

    Vocês estão de parabens pelo excelente trabalho.
    Sou um fã incondicional também da TV Futura.

  • Januária Alves - Coord. Conteúdo Yahoo! Busca Educação disse:

    Cara Vera, que bom que você gostou do nosso blog e ele lhe está sendo útil! Continue compartilhando suas questões conosco e desejamos que o seu projeto com a biblioteca seja bem sucedido. Talvez um contato com a Fundação Abrinq – http://www.fundacaoabrinq.org.br – possa ajudá-la a ter mais idéias de como ampliá-la, pois eles têm um trabalho interessante com relação a este assunto por lá. Boa sorte!

  • Nivalda Fraga da Cruz disse:

    Adorei passar por essa página. Não deu para ler tudo, mas parece muito interessante. Voltarei outras vezes.
    Bye!

  • Geraldo Magela da Silva disse:

    Sou professor universitário, com mestrado em educação pela Wisconsin University e especialização em informática na educação pela PUC-MG. Tenho desenvolvido diversos softwares educativos pedagógicos para pais de alunos do ensino médio e fundamental e administrado cursos de capacitação para educadores na produção de softwares educativos pedagógicos. Gostei muito em navegar nesta página, e de observar o quanto ainda existem autênticos “educadores” preocupados com a formação além da acadêmica, a humana. O uso da verdadeira informática na educação é o pilar que, com certeza, sustentará toda a formação do desenvolvimento cognitivo dos nossos educandos, pois são eles os construtores de sua própria história, construtores de seus próprios projetos educativos.
    Portanto coloco-me à disposição aos irmãos de profissão e de caminhada para que conheçam os meus trabalhos na produção de softwares educativos pedagógicos. Produzimos softwares pedagógicos personalizados. È só enviar-me o seu plano de curso e o nome do(s) livro(s) em que trabalha. Assim, você pode adquirir o seu próprio software personalizado que lhe auxiliará em suas aulas e apresentações. Entre em contato e para saber como adquirir seu software personalizado.
    Sucesso a todos e parabéns nesta tão sublime missão.
    ” Onde vós estais educadores,
    em que sepulcro vós estais escondidos?”
    (R. Alves)

  • Lorena disse:

    Acho que a educação digital é fundamental na vida das crianças, adolescentes, e até, adultos.
    Indico o EDUCAÇÃO DIGITAL, um grupo vinculado ao CNPq/UNISINOS que desenvolve pesquisas relacionados aos processos de ensinar e de aprender em ambientes virtuais e tecnologias digitais.

  • aidê Cardoso dos anjos Oliveira disse:

    Precisamos de uma biblioteca no distrito de Inúbia, município de Piatã, estado da Bahia. Amo ler e quero expandir esse amor para meus conterrâneos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Receita para a inclusão digital no Pesquisa Educação.

Meta

%d blogueiros gostam disto: