Música e literatura na sala de aula

24/03/2006 § 23 Comentários

memorias-almeida.jpg

Manuel Antônio de Almeida, autor de “Memórias de um Sargento de Milícias”. (Crédito: Reprodução)

Dica – A professora Neli Maria Mengalli, é uma educadora com grande interesse em tecnologia educacional, nos enviou um relato muito interessante. Em um trabalho de interpretação em Língua Portuguesa, alunos da Escola Estadual Rangel Pestana, em Amparo – SP escutaram CDs com histórias adaptadas da literatura brasileira e produziram suas próprias composições. Confira como isso foi feito com a ajuda da tecnologia na sala de aula e baseado no clássico “Memórias de um Sargento de Milícias”. Ouça aqui ainda a composição do aluno (arquivo WAV, 341KB)


Proposta – A proposta da aula foi a interpretação de um clássico da literatura. Tínhamos 04 títulos em CD para a escolha das classes. O CD escolhido pelos alunos do 1º ano do Ensino Médio B foi “Memórias de um Sargento de Milícias” de Manuel Antonio de Almeida. O áudiolivro é da coleção Livro Vivo número 10, adaptação livre de Anette Lomaski, com direção de Helena Bagnoli. Composto por três partes, o CD da Editora Abril narra a história do menino Leonardo, filho de Leonardo Pataca e Maria das Hortaliças.
Foram necessárias 3 aulas para toda a atividade, conforme previsto no planejamento com os alunos. Na primeira, todos ouviram o CD de cerca de 41 minutos, uma atividade individual. Na segunda, foram formados grupos de 4 alunos, perfazendo os quatro bimestres para rodízio de funções.
Objetivo – O objetivo era que exercitassem a competência lingüística, visto que era para a disciplina de Língua Portuguesa, a inteligência pictórica para o design do produto final na interpretação, os conhecimentos tecnológicos para inserirem na produção e a habilidade criativa, tendo em vista que poderiam escolher o formato da apresentação.
Passo a passo – Sabíamos que tinha um aluno que gostava muito de compor músicas e cantá-las. Assim, o aluno foi incentivado ao máximo, para que o produto final fosse musical.
Reunidos em grupos, os alunos fizeram as opções de trabalho e tudo foi registrado pela minha máquina fotográfica. Como a produção de um grupo foi a música, com estilo sertanejo, a gravação foi feita no exato momento em que todos ouviam pela primeira vez a música. O cantor e compositor do trabalho é o aluno Patrick Leme e a equipe do trabalho incluiu ainda os alunos Jonas Oliveira, Eduardo Procópio e Carlos H. Favoretto.
Apresentação – A terceira aula foi reservada para as apresentações, como tínhamos 10 grupos, o tempo máximo para as exposições era de 5 minutos.
Resultados – A proposta da aula foi cumprida em 90% do planejado, como o sucesso da música foi grande, foi chamada a equipe gestora, incluindo supervisoras de ensino, para que ouvissem a criação e valorizassem o talento, o que demandou um tempo maior, assim, 3 apresentações foram feitas na aula seguinte.
Pontos positivos da proposta: o objetivo, as metas e as regras estabelecidas antecipadamente e acatadas por todos, o silêncio, o respeito e a admiração foram constantes nas exibições. Na primeira semana de aula, todos tiveram acesso a toda a matéria que seria trabalhada no ano, bem como a divisão em 4 frentes para trabalho e as competências e habilidades que deveriam desenvolver na disciplina. Os alunos seriam os protagonistas de todas as atividades propostas em todas as frentes, apenas seriam mediados pelo professor, todos sabiam e concordavam com o proposto.
Relato de Neli Maria Mengalli, educadora e colaboradora do Yahoo! Busca educação
O áudiolivro “Memórias de um Sargento de Milícias”
Manuel Antonio de Almeida é autor de um único romance: “Memórias de um sargento de Mílícias”. Em uma época de histórias adocicadas, surge um romance singular: um herói sem atos de bravura. Publicado inicialmente em folhetins no importante jornal Correio Mercantil, com o pseudônimo de “Um brasileiro”, saiu em 1854 em forma de romance. A narrativa, o tema e a concepção dos personagens não se encaixam na cartilha do romantismo, por isto é tido como um romance inusitado, único no quadro geral das obras desse movimento literário.
Memórias de um Sargento de Milícias, focaliza a vida como ela é, entre alegrias e tristezas do cotidiano vivido por pessoas do povo – padres, malandros, majores, parteiras – nem boas nem más, nem certas nem erradas. Apenas pessoas simples e verdadeiras.
O mundo retratado pelo autor é de pessoas que lutam para sobreviver, caricaturas bem-humoradas da vida carioca. Precisavam sobreviver e já recorriam ao “jeitinho brasileiro” de contornar os problemas do cotidiano.
Sinopse por Flávia Aidar, coordenadora pedagógica do Yahoo! Busca Educação
Alunos com a palavra
Os alunos que fizeram a composição musical contaram um pouco mais sobre a experiência. Responderam às perguntas Patrick Leme (interpretação, melodia e letra), Eduardo Procópio e Jonas A. Oliveira (letra); e Carlos H. Favoretto (adequação da obra literária para a letra).
O que você aprendeu com este trabalho?
Eu e o grupo aprendemos a perceber a literatura de uma nova maneira, o fato de compor a melodia e de trabalhar em um grupo com diferentes competências contribuiu para isso. Inserir a música, que eu lido todo dia, foi um modo de trazer a minha realidade para a escola, além de diversificar os trabalhos, não ficamos respondendo apenas perguntas, questionamos nós mesmos.
Você leu e explorou todos os materiais que acompanham a coleção Livro Vivo? Isto é, você leu o livro todo “Memórias de um sargento de Mílícias” de Manuel Antonio de Almeida, leu a Revista e ouviu o CD-ROM?
Apenas ouvimos o CD-ROM, o que foi uma novidade, estávamos acostumados a ler textos ou livros, ao ouvir a história, empolgamos com a idéia de escrever a letra de uma música que representasse nossa interpretação.
Quais foram as dificuldades que você encontrou para desenvolver a proposta da professora?
A maior dificuldade foi desenvolver a letra, consideramos uma tarefa difícil, a composição de uma música de uma hora para outra, o tempo foi curto, mas se fosse longo, talvez, não aproveitaríamos adequadamente.
Quais foram os conhecimentos que você já tinha e que se utilizou para desenvolver a música que você criou?
Para a interpretação trouxe meus conhecimentos de um ano e meio de violão, a língua portuguesa e a vontade de fazer uma criação inovadora.
Foi uma criação individual ou em grupo?
Foi uma atividade em grupo, trabalhamos cerca de duas horas para escrever a letra, a parte melódica necessitou de quinze minutos, foi uma hora e quarenta e cinco minutos de pura concentração, os outros minutos foram de “curtição” que se repetiu na escola.
Como você vê o desempenho dos seus outros colegas de turma no desenvolvimento deste projeto?
Cada um é diferente do outro, mas em alguns momentos foi possível perceber que tínhamos conhecimentos semelhantes, como, por exemplo, o Matheus (Eduardo), que também fazia parte do grupo, tinha algumas habilidades musicais que facilitaram o trabalho.
O que foi diferente e melhor neste trabalho em comparação aos outros que você já fez?
Foi diferente, pois nunca tínhamos trabalhado com música nos trabalhos escolares, trabalhamos com interpretação de texto, nada igual as experiências anteriores e de outras séries, prevalecia nesse trabalho uma vontade de aprender maior, éramos a peça chave da interpretação, fizemos de forma única e de modo que nós protagonizávamos a interpretação, embora houvesse outras interpretações dos colegas, como, por exemplo, maquetes, varal literário, uma interpretação em uma garrafa reciclável. Talentos que não mais se acabarão após essa experiência.

Anúncios

§ 23 Respostas para Música e literatura na sala de aula

  • Pedro disse:

    Preciso repassar este blog a meus tios, quase todos educadores. Muito bom.
    Pedro
    sub-notas.blogger.com.br

  • Leise e colegas disse:

    PARABÉNS PELO SEU ÓTIMO TRABALHO!!!!
    São essas propostas que dignificam o nosso trabalho.

  • Leise e [tod@s]…
    Essa atividade é fruto de um trabalho em equipe… Mesmo não estando expresso todos os nomes… Sabemos que, implicitamente, cada linha escrita conta nomes de pessoas que constroem a nossa matriz pedagógica e pessoas que contribuem para que possamos trabalhar e implementar as nossas leituras de parâmetros, de diretrizes e de fundamentação teórica…
    Grata pelo incentivo…

  • Josete disse:

    Neli, seu trabalho está maravilhoso! Parabéns!Embora eu não esteja mais como Professora Orientadora de Informática Educativa, estou registrando essa sua experiência para o futuro. Abraços,
    Josete

  • Neli Maria Mengalli disse:

    Josete…
    Você tem uma prática maravilhosa… E com certeza na sua área de atuação conseguirá muito dos seus alunos… Com os conhecimentos tecnológicos, com a disposição da gestão, com a vontade da comunidade e com o talento dos estudantes é possível alcançar um resultado com repercussão para os beneficiários diretos e indiretos da Educação…
    Grata pelo registro…

  • Anette LOmaski disse:

    Cara Neli:
    Fico muito contente que o audio-livro esteja sendo usado de forma tão interessante.
    Parabéns!
    Anette Lomaski

  • Neli Maria Mengalli disse:

    Anete…
    Eu aproveito para dar os parabéns pela adaptação primorosa… Com muita sensibilidade e respeito à obra de Manuel Antonio de Almeida… Aliás, como em todos os trabalhos que trazem as suas marcas… na direção e condução de projetos… E na escrita sensível da sua leitura de mundo… Perfuma o mundo com as suas criações…
    Não preciso dar-lhe Rosas pela genialidade, no entanto é necessário que eu congele as emoções das reproduções do seu talento…
    Poderá ver mais trabalhos em http://www.flickr.com/photos/70818335@N00
    Grata por essa visita…
    Até mais…

  • Cláudia disse:

    Sou professora de L.portuguesa.Quero parabenizar-lhe pelo seu trabalho. Entrei aqui para deixar a minha avaliação positiva e dizer que estamos na era das Tics,inevitavelmente seremos convidados a participar,criar e contribuir para uma educação mais significativa no nosso país. Agora estou tentandoentender como funciona o blog,em seguida,meu objetivo é criar para trabalhar com os alunos. Obrigada.

  • Cláudia disse:

    Sou professora de L.portuguesa.Quero parabenizar-lhe pelo seu trabalho. Entrei aqui para deixar a minha avaliação positiva e dizer que estamos na era das Tics,inevitavelmente seremos convidados a participar,criar e contribuir para uma educação mais significativa no nosso país. Agora estou tentandoentender como funciona o blog,em seguida,meu objetivo é criar para trabalhar com os alunos. Obrigada.

  • Neli Maria Mengalli disse:

    Cláudia…
    O que precisar de nós… Estamos à disposição para contribuir…
    Grata pelas palavras…
    [ ]sss

  • Marli Ester Guimarães disse:

    OLÁ, SOU ESTUDANTE DO 6º TERMO DO CURSO DE LETRAS E MEU TCC TEM COMO TEMA A MÚSICA EM SALA DE AULA. FIQUEI MUITO FELIZ EM LER ESTE ARTIGO E PODER LEVAR MAIS ESTA IDEIA PARA MINHA MONOGRAFIA.
    MUITO OBRIGADA E QUE VOCÊ TENHA MUITO SUCESSO.
    BEIJOS
    MARLI

  • Neli Maria Mengalli disse:

    Marli…
    Depois, solidarize conosco as suas conclusões no seu TCC…
    Grata pela leitura e pelas palavras…

  • kamila disse:

    eu adorei o blog pois me ajudou a fazer um trabalho muito importante de Literatura…obrigada!!!
    Sou estudante do 3² ano do colegial.
    kamila

  • ROSANGELA disse:

    AMEI O SEU TRABALHO.SOU ESTUDANTE DE LETRAS,PRECISO DAR UMA ATIVIDADE SOBRE A OBRA O PRIMO BASÍLIO DE EÇA DE QUEIROZ,PARA AVALIAÇÃO DO 5ºSEMESTRE.O QUE VOCÊ SUGERIRIA COMO UMA BOA ATIVIDADE ENVOLVENDO TODA A TURMA.
    TENHA UM BOM DIA E UM GRANDE ABRAÇO.

  • claudia valeria alves disse:

    adorei…sou professora de português e estou buscando novidades para minhas aulas..parabéns

  • Neli Maria Mengalli disse:

    Kamila, Rosangela, Claúdia e [todos]…
    Grata pelas palavras, precisamos disseminar os nossos trabalhos e os nossos resultados, com a finalidade de que a roda não precisa ser inventada todos os dias, todavia precisa ser rodada no cotidiano nosso…
    Divulguem os trabalhos para possamos ter mais registros do que é feito na educação…
    🙂

  • Shislei Sousa disse:

    Adorei sua proposta de aula, estou precisando de dicas para realizar uma boa aula com meus alunos de ensino médio. Sou professora LB e redação. Ficarei grata com sua ajuda.Abraços!

  • Neli Maria Mengalli disse:

    Shislei,
    As nossas melhores aulas são aquelas que têm conteúdo trabalhado em um contexto estudado e com pessoas curiosas (para aprender). Estude seu contexto, desperte a curiosidade e ajuste o seu conteúdo.
    E, depois, conte para nós…
    🙂

  • felipe disse:

    tenho muita vontade e um sonho de escrever musicas gostaria de saber dus primeiros passos para eu realiza esse sonho. tenho 18 anos estou concluindo o ensino médio.

  • Roosevelt Alves disse:

    Sou músico autodidata cursando 4°ano de letras, pois na faculdade até hoje só se faz interpretação por meio de textos literários e nao musicais. Meu tcc obviamente será sobre como ensinar com música em sala de aula e a sua didática me inspirou por demais, obrigado!!!

  • Neli Maria Mengalli disse:

    Felipe e Roosevelt,
    Existem vários softwares que potencializam a produção musical. Depois, escrevam acerca dos trabalhos de vocês.
    Até mais,
    🙂

  • Prof. João Batista disse:

    Uma bela proposta. Na nossa página, que é pública, http://www.cultura.ufpa.br/matematica/?pagina=jbn, há um trabalho, no link Matemática e Música, de proposta da aluna Luciana Rebeiro, Mat/UFPA, do uso da música e da poesia na aula de matemática

  • Neli Maria Mengalli disse:

    Professor João Batista,
    Muito boa proposta da aluna, precisamos listar mais iniciativas como esta, pois mostram o protagonismo discente.
    Até mais,
    🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Música e literatura na sala de aula no Pesquisa Educação.

Meta

%d blogueiros gostam disto: