Você sabe usar a crase?

12/10/2006 § 7 Comentários

Dica – Ferreira Gullar, poeta brasileiro, publicou uma vez o seguinte aforismo que ficou famoso: “a crase não foi feita para humilhar ninguém”. Com esta declaração, ele quis tratar da dificuldade que enfrentamos freqüentemente em saber o uso certo da crase. O Yahoo! Busca Educação convida seus leitores a responder uma questão bastante interessante no Yahoo! Respostas:

Você sabe todas as regras de utilização da crase?

Acessa a pergunta acima e responda!


Como o uso da crase é um problema sempre difícil para todos, veja e discuta no Yahoo! Respostas a existência e o propósito da crase. Acesse a pergunta acima e responda, aguardamos sua participação!

Anúncios

§ 7 Respostas para Você sabe usar a crase?

  • EDUARDO disse:

    É uma questão de regência, na sua grande maioria, e algumas regras especiais somente, lembrando que, assim como na vida, um conhecimento depende do outro, por exemplo, se a pessoa não entender de transitividade e intransitividade, ficará difícil entender por que esta frase, é preciso dar mais atenção às pessoas, está levando o acento grave no às (a + as), preposição exigida pelo verbo dar, bitransitivo, quem dá, dá algo, ou alguma coisa a alguém.

  • Professor Roberto Grobman disse:

    Para saber se o acento grave deve ser utilizado, devemos seguir três passos básicos:
    – O primeiro é observar a palavra posterior ao “a”: ela tem de ser feminina, pois somente diante de palavras femininas ocorre a crase, com exceção de frases que tenham as expressões “maneira de” ou “moda de” subentendidas.
    – O segundo passo é observar se há verbo indicador de destino (ir, vir, voltar, chegar, cair, comparecer, dirigir-se). Caso haja, substitua-o por outro verbo, agora indicador de procedência (voltar, por exemplo); se, na indicação de procedência, surgir “da”, na indicação de destino, ocorrerá crase.
    – O terceiro passo, se não houver verbo indicando destino, é trocar a palavra feminina por outra qualquer masculina. Se, diante da masculina, surgir “ao”, diante da feminina, ocorrerá crase.
    Casos especiais:
    01) Quando houver a preposição a antes dos pronomes demonstrativos aquele(s), aquela(s), aquilo, há que se colocar o acento grave indicativo da crase sobre o a dos pronomes demonstrativos. Por exemplo:
    “Não mais obedecerei àquele sujeito”;
    “Assisti àquela peça teatral”;
    “Não me referi àquilo que você disse”.
    02) Diante da palavra DISTÂNCIA, só ocorrerá crase se houver a formação de locução prepositiva, ou seja, se não houver a preposição de, não ocorrerá crase. Por exemplo:
    “Reconheci-o a distância” (sem crase, pois não há a preposição de);
    “Reconheci-o à distância de duzentos metros”.
    03) Diante do pronome relativo que ou da preposição de, quando for fusão da preposição a com o pronome demonstrativo a/as, ocorre crase. Estes pronomes são sinônimos de aquela/aquelas. Por exemplo:
    “Essa roupa é igual à que comprei ontem” (é igual àquela que comprei);
    “Sua voz é idêntica à de um primo meu” (é idêntica àquela de meu primo).
    04) Diante dos pronomes relativos a qual/as quais, quando o verbo da oração subordinada adjetiva exigir a preposição a, ocorre crase. Por exemplo:
    “A cena à qual assisti foi chocante” (quem assiste, assiste a algo).
    05) Quando o a estiver no singular, diante de uma palavra no plural, não ocorre crase. Por exemplo:
    “Referi-me a todas as alunas, sem exceção”;
    “Não gosto de ir a festas desacompanhado”.
    06) Diante de pronomes possessivos femininos [minha(s), tua(s), sua(s), nossa(s), vossa(s)], é facultativo o uso do artigo, então, quando houver a preposição a, será facultativa a ocorrência de crase. Por exemplo:
    “Referi-me a sua professora” ou “Referi-me à sua professora”;
    “Referi-me a suas professoras” ou “Referi-me às suas professoras”.
    07) Após a preposição até, é facultativo o uso da preposição a, portanto, caso haja substantivo feminino à frente, a ocorrência de crase também será facultativa. Por exemplo:
    “Fui até a secretaria” ou “Fui até à secretaria”.
    08) A palavra casa só terá artigo, se estiver especificada, portanto só ocorrerá crase diante da palavra casa se ela estiver especificada. Por exemplo:
    “Voltarei a casa antes de todos” (sem crase, pois a palavra casa não está especificada);
    “Voltarei à casa de Ronaldo antes de todos” (com crase, pois a palavra casa está especificada).
    09) A palavra terra significando planeta é substantivo próprio e tem artigo, consequentemente, quando houver a preposição a, ocorrerá a crase. Significando chão firme, solo, só terá artigo quando estiver especificada, portanto, só poderá ocorrer a crase se vier especificada. Por exemplo:
    “Os astronautas voltaram à Terra” (com crase, pois “terra” está caracterizando o planeta);
    “Os marinheiros voltaram a terra” (sem crase, pois significa chão firme, solo e não está especificada);
    “Irei à terra de meus avós” (com crase, pois significa chão firme, solo e está especificada).
    10) Nos adjuntos adverbiais de meio ou instrumento, até há bem pouco tempo só se admitia o acento indicativo de crase se houvesse ambigüidade na frase. Modernamente, porém, os gramáticos estão admitindo tal acento em qualquer circunstância. Por exemplo:
    “Preencheu o formulário à caneta”;
    “Paguei à vista minhas compras” (A gramática normativa padrão condenava esse acento há pouquíssimo tempo).
    Roberto Grobman, Professor

  • Professor César Nobre disse:

    É incrível o quanto nossos alunos não conseguem assimilar as regras sobre o emprego da crase. Algo que parece ser tão simples, causa um desconforto terrível nas pessoas quando elas se deparam com aquele emaranhado de regras que mais as angustiam do que as auxiliam durante uma comunicação verbal escrita.

  • ANDREZA disse:

    Esse site está cada vez melhor. Continuem assim. Tinha um trabalho para fazer e me lembrei que tenho internet em casa e qual o site que pensei em pesquisar? O Busca Educação.

  • Suemary disse:

    Nossa! Vc me ajudou muitoooo.
    Sou redatora publicitária e estava com uma dúvida em relação a uma frase:
    Vem aí um estímulo a sua memória!
    Queria saber se tinha ou não crase, já que eu não havia colocado.
    Depois do artigo vi que este acento é facultativo.
    Salvou minha vida!
    Obrigada

  • Sonia mara disse:

    Estou em dúvida se vai crase ou não na seguinte situação:
    “Clientes Instalação”
    3 a 4 R$ 100,00
    5 a 6 R$ 80,00
    é para um anúncio de jornal.

  • Anete Ramos de Oliveira disse:

    É muito bom saber que existe sites preocupados com dúvidas de educadores. Muito obrigada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Você sabe usar a crase? no Pesquisa Educação.

Meta

%d blogueiros gostam disto: