Cartilha para uso responsável da internet na escola

31/03/2008 § 10 Comentários

foto_06.jpg

O lançamento da cartilha contou com apoio do CDI-PR e Fundação Xuxa Meneghel e Instituto Educando da GVT.(Crédito: Divulgação)

Notícia – O Blogosfera Marli trouxe mais uma dica interessante para educadores de todo o Brasil. A Fundação Xuxa Meneghel, o Comitê para Democratização da Informática – CDI e a empresa de telecomunicações GVT lançaram uma campanha nacional pelo Uso Responsável da Internet. Com a presença da apresentadora Xuxa Meneghel, o lançamento da campanha inclui a divulgação de uma cartilha que pode ser baixada gratuitamente em formato PDF.


O lançamento envolve ainda um filme educativo com orientações sobre como usar internet com o exercício da cidadania, desenvolvimento intelectual e social.
Segundo o Comitê Gestor da Internet no Brasil, 59% da população entre 10 e 15 anos já acessou a internet. Quando a faixa etária é entre 16 e 24 anos, o percentual chega a quase 70%. O motivo mais comum que leva as pessoas à internet é o lazer, com 71% em média e 85% quando o público tem entre 10 e 15 anos. Além disso, dados extra-oficiais revelam que 80% do conteúdo acessado na internet mundial é impróprio para crianças e adolescentes. Outro dado é o aumento do número de usuários da rede em cerca de 20% a cada ano.
A cartilha e o filme de animação sobre o Uso Responsável da Internet serão distribuídos entre 840 Escolas de Informática e Cidadania em 20 estados brasileiros, além de outros sete países latino-americanos onde funciona o CDI – Argentina, Uruguai, Chile, Colômbia, Equador, México e Peru.
Entre os temas abordados na campanha estão orientações sobre contato com estranhos na Internet, uso de comunicadores instantâneos como o MSN, blogs, fotologs, ferramentas de segurança e sites de relacionamento, além de meios de utilizar a Internet para o bem e de dicas sobre links para pais e filhos. O material reúne também um glossário completo com termos usuais de Internet e histórias em quadrinho criadas pela população que freqüenta Escolas de Informática e Cidadania no Paraná, onde a iniciativa teve origem.

Anúncios

§ 10 Respostas para Cartilha para uso responsável da internet na escola

  • Elizabeth Lopes disse:

    Meu problema em sala de aula é como montar no papel o
    projeto exemplo: estudo do meio e suas implicações na
    disciplina ciência na natureza.

  • Carla Renata disse:

    Olá gostaria de saber se tem alguma escola pública que tenha o ensino fundamental que você vá no local só fazer as provas. se puder me ajudar eu fico muito grata.

  • mario sergio vezine disse:

    gostaria de dicas sobre língua portuguesa

  • Camila Zanqueta disse:

    A Duke Energy apóia formação de jovens por meio da leitura. Impostos recolhidos transformam-se em projeto cultural.
    O projeto “Em busca da cidadania por meio da leitura”, por meio do Programa de Ação Cultural
    (PAC) da Secretaria de Estado da Cultura de SP, atenderá 20 escolas públicas nas oito cidades-
    sede paulistas das usinas da empresa, no Vale do
    Paranapanema. O PAC permite que empresas destinem 3% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) recolhido mensalmente para um ou mais projetos culturais – já pré-
    selecionados pela Secretaria de Estado da Cultura de SP e cadastrados junto à Secretaria da Fazenda de SP.
    O projeto, desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Incentivo ao Mérito (IBIM), será lançado em Salto Grande no dia 24 de março e em Piraju no dia 25. Nos dias 26, 27 e 28, o programa será lançado nas cidades de Chavantes, Cândido Mota e Palmital, respectivamente.
    Cerca de 10.000 pessoas serão beneficiadas, direta e indiretamente, entre alunos e membros das comunidades locais.
    Os educadores desenvolveram um programa que inclui leituras, palestras, gincanas culturais entre as escolas participantes, sempre com o intuito de valorizar a cidadania.
    Os trabalhos começaram no final de 2007 com a doação de livros para as bibliotecas das escolas escolhidas, toda a iniciativa terá, a princí­pio, um ano de duração. Os livros doados tratam de
    assuntos como gravidez, drogas, violência e meio
    ambiente.
    Em um primeiro momento, cada escola participante receberá 300 livros sobre o tema, para que os jovens e a comunidade familiarizem-se com os
    conceitos de responsabilidade sócio-ambiental e
    desenvolvimento sustentável.
    Em seguida, acontecem palestras sobre a preservação dos recursos hí­dricos, programas de formação online, gincanas virtuais e presenciais. Nesta fase do projeto, o objetivo é estimular o debate acerca do tema e as riquezas sócio-
    ambientais locais para que os jovens compreendam e difundam o conceito de desenvolvimento
    sustentável.
    Após receberem as informações sobre o tema, será lançado o concurso literário: “Nosso futuro comum: Cultura, Trabalho e Desenvolvimento Sustentável”. Toda a comunidade será convidada a participar da atividade. Um dos incentivos à participação
    no concurso é a edição de um livro com os melhores textos, assim, os “novos autores” terão o reconhecimento merecido.

  • Camila Zanqueta disse:

    A Duke Energy apóia formação de jovens por meio da leitura. Impostos recolhidos transformam-se em projeto cultural.
    O projeto “Em busca da cidadania por meio da leitura”, por meio do Programa de Ação Cultural
    (PAC) da Secretaria de Estado da Cultura de SP, atenderá 20 escolas públicas nas oito cidades-
    sede paulistas das usinas da empresa, no Vale do
    Paranapanema. O PAC permite que empresas destinem 3% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) recolhido mensalmente para um ou mais projetos culturais – já pré-
    selecionados pela Secretaria de Estado da Cultura de SP e cadastrados junto à Secretaria da Fazenda de SP.
    O projeto, desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Incentivo ao Mérito (IBIM), será lançado em Salto Grande no dia 24 de março e em Piraju no dia 25. Nos dias 26, 27 e 28, o programa será lançado nas cidades de Chavantes, Cândido Mota e Palmital, respectivamente.
    Cerca de 10.000 pessoas serão beneficiadas, direta e indiretamente, entre alunos e membros das comunidades locais.
    Os educadores desenvolveram um programa que inclui leituras, palestras, gincanas culturais entre as escolas participantes, sempre com o intuito de valorizar a cidadania.
    Os trabalhos começaram no final de 2007 com a doação de livros para as bibliotecas das escolas escolhidas, toda a iniciativa terá, a princí­pio, um ano de duração. Os livros doados tratam de
    assuntos como gravidez, drogas, violência e meio
    ambiente.
    Em um primeiro momento, cada escola participante receberá 300 livros sobre o tema, para que os jovens e a comunidade familiarizem-se com os
    conceitos de responsabilidade sócio-ambiental e
    desenvolvimento sustentável.
    Em seguida, acontecem palestras sobre a preservação dos recursos hí­dricos, programas de formação online, gincanas virtuais e presenciais. Nesta fase do projeto, o objetivo é estimular o debate acerca do tema e as riquezas sócio-
    ambientais locais para que os jovens compreendam e difundam o conceito de desenvolvimento
    sustentável.
    Após receberem as informações sobre o tema, será lançado o concurso literário: “Nosso futuro comum: Cultura, Trabalho e Desenvolvimento Sustentável”. Toda a comunidade será convidada a participar da atividade. Um dos incentivos à participação
    no concurso é a edição de um livro com os melhores textos, assim, os “novos autores” terão o reconhecimento merecido.

  • oswaldo ferreira disse:

    endereços eletrônicos como este só valoriza o uso da internet. Parabéns! Aproveito o ensejo para tirar duas dúvidas: Há erro no emprego da crase nas frases abaixo?
    “Sou à favor e sou contra o Porto Brasil”
    “Uso exclusivo à serviço”

  • marcia silva disse:

    O MEC esta de parabéns de abordar o tema do mestrado a distância; cidadania e ética, pois antes de tudo os nossos alunos têm de ser um cidadão critico e consciente de si mesmo e de seus direitos e deveres. Sou pedagoga e queria trocar idéias sobre projetos de cidadania, pois a idéia e de trabalhar um projeto com esse tema para 2008, junto com alunos, professores e comunidade.estou aguardando contatos.

  • Marli disse:

    Obrigada pela referência, Renata. Acho importante trabalharmos essas questões com as crianças e adolescentes. Abraço!

  • Felipe disse:

    Boa tarde !
    gostaria de saber se alguém desse site poderia me ajudar com um trabalho de física!
    *Atual sistema astronômico.
    meu professor pediu para falarmos sobre o heliocentrismo e geocentrismo e indicar o que no caso seria o atual sistema utilizado na substituição desses.
    Grato.

  • alessa disse:

    Porque a cultura é responsávelpelas caracteristicas da educação, ou seja, da realidade da sala de aula ? grata!!!!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Cartilha para uso responsável da internet na escola no Pesquisa Educação.

Meta

%d blogueiros gostam disto: