Wikis são opção para sedimentar conhecimento

31/10/2008 § 11 Comentários

jenny.jpg
apoiofinal-thumb.jpg


Entrevista – Jenny Horta é sinônimo de multi-tarefa. A educadora atua com uma máquina com Ubuntu Linux, mantém um blog e trouxe ao Congresso Tecnologias na Educação uma oficina de wikis, juntamente com nossa entrevistada Miriam Salles (leia a entrevista de Miriam aqui). Nesta entrevista, Jenny fala sobre as diferenças entre blog e wiki e dá dicas para o educador que quer conhecer um pouco mais sobre Linux.


Você tem um site de fornecimento de soluções de informática educativas (o Melhorart.com), usa Ubuntu Linux, está ministrando um curso de Wikis no I CTE. Jenny, como um educador pode seguir seus passos para saber tanto sobre os diferentes caminhos da tecnologia na educação? Conte um pouco sobre sua história e como você adquiriu as habilidades que têm hoje.
Tenho convicção de que o principal é aprender a compartilhar. Caso contrário, sua aprendizagem, de nada servirá. A tecnologia corre por diversos caminhos e cabe a nós conhecê-los para escolher as melhores opções. A única forma de fazer isso é abrindo as portas, as gavetas, vasculhando e perguntando. Em 95, fui morar no interior e resolvi estudar informática por variados motivos, entre eles a falta de um emprego. Comecei como instrutora do pacote Office, num cursinho de informática, mas logo lançamos um curso voltado para crianças e foi um sucesso. O boom daquela época era a multimídia, CDs para todos os lados. Parti em busca de softwares educativos e percebi que eles se esgotavam rapidamente. Faltava algo naquela prática. Não me conformava em ver meu filho mais velho, hoje com 22 anos, com um computador em casa, descobrindo um mundo novo e a escola dele lá, tão distante de tudo aquilo que ele vivenciava em casa. Agora tenho um temporão de 6 anos, que já tem um blog, aprendeu a ler na tela do PC (veja foto), e a maioria das escolas ainda não percebeu esse abismo. Em 2005 descobri os blogs e o grupo dos Edublogueiros que foi primordial para descobrir o melhor caminho. Nunca havia participado de nenhuma comunidade, estava descobrindo a internet, fui vencendo as dificuldades iniciais e a Fátima Franco e muitos colegas, foram responsáveis por não desistir diante de nenhuma delas. No mais, a receita é que não há receita, é pesquisar e testar na prática, com os alunos.
Uma pergunta de muitos educadores hoje: por que Linux? E, no seu caso, por que o Ubuntu? Deve ser uma preocupação para os educadores a migração completa para o Linux ou é aceitável um “caminho do meio” com soluções comerciais e soluções abertas misturadas?
Aprendi com um bom amigo, o seguinte: software livre porque é socialmente justo. Trabalho com ensino básico. Não vou mencionar nem as públicas, mas temos milhares de pequenas escolas privadas, com poucos recursos, mas com empenho na qualidade. É uma questão ética. Não há como manter computadores com licenças proprietárias. Tentei várias outras distribuições Linux antes, mas o Ubuntu me proporcionou maior receptividade na comunidade. O pessoal é de uma paciência fantástica com o usuário iniciante e sua interface é bem simples, da instalação ao manuseio diário. Ainda apanho bastante, não é tarefa fácil, mas acredito que o Linux está em constante e meteórica evolução, a cada dia ficará mais simples utilizá-lo. Na escola, recentemente começamos a utilizar o Pandorga, uma distribuição excelente, baseada no Kurumim, com visual e funcionalidade especialmente desenvolvida para o ambiente escolar e que me proporciona um contato quase “olho no olho” com seu desenvolvedor.
Quero deixar bem claro o seguinte: Linux e software livre é opção. Não entro em competição. Sou educadora e em educação não cabe radicalismos. Operacionalmente, tudo o que fazemos em um podemos fazer no outro. Comecei com live CDs, (que você não instala, roda pelo drive de CD/DVD), até pouco tempo atrás, tinha dois HDs, cada um com um sistema, aos poucos você vai mudando. O caminho do meio é o início, a decisão é de cada um. Há excelentes soluções proprietárias e do ponto de vista pedagógico, não vejo diferença. A diferença tem que estar na cabeça do educador.
Seu blog O PC e a Criança tem muitos leitores que a aguardam sempre. No entanto, você fala no congresso sobre Wikis. Qual a vantagem dos Wikis sobre os blogs e quais os passos para estimular a escrita colaborativa no Wiki? Quais são os obstáculos à colaboração que têm que ser superados?
O blog é paixão, liberdade e troca. Mas o blog é um diário, é movimento. O wiki é sedimentação. Foi criado para conter as informações de forma mais direta, como num livro, para que você leia e interprete a sua maneira. Há muitos autores, que estudam o wiki para aprofundar essa diferenciação e que nos servem de base no curso.Tudo é muito novo na web e para mim o wiki ainda é a América no descobrimento, há muito o que explorar. A experiência da Míriam Salles me fez topar mais este desafio no curso, ela compartilha comigo de uma forma extraordinária e aproveito aqui para agradecê-la publicamente pelo prazer de trabalhar com ela. Todos estamos aprendendo. Ainda há quem questione os wikis. Ainda há resistência na escrita colaborativa. Muitos ainda não se libertaram da propriedade do saber. Mas nossos alunos, não. Eles irão compartilhar os saberes, de forma muito mais completa, se Deus quiser. Por isso procuro incentivá-los desde a pré-escola. Finalmente, quero enfatizar a importância do grupo dos Blogs Educativos, pois sem ele, com certeza muito pouco teria sido construído em todos os caminhos. Acho que são quase 300 membros. Agradeço a cada um deles, e a este espaço tão bacana no Yahoo.

Anúncios

§ 11 Respostas para Wikis são opção para sedimentar conhecimento

  • Fátima disse:

    Oi,Jenny:
    também com uma mãe destas, o filhotinho só podia ser blogueiro , mesmo, não é?
    Pena que muitas escolas ainda ignoram o aprendizado das crianças.
    Parabéns pelo seu trabalho e obrigada por compartilhar a aprendizagem no Congresso.
    E quanto à lista, já somos mais de 600 professores.

  • Miriam disse:

    Renata,
    Obrigada pela entrevista! Por ela pude conhecer um pouco mais dessa minha incansável companheira na lista dos blogs educativos e no minicurso de wikis.
    Jenny, como sempre você me ensinou muito com a sua experiência de vida e como educadora!

  • flavia disse:

    Gostei muito dessas entrevistas.

  • flavia disse:

    Gostei muito dessas entrevistas.

  • HUMBERTO DE SOUZA NASCIMENTO disse:

    Gostaria muito de saber mais sobre pós a distância, do ponto de vista dos professores

  • marina disse:

    Gostei muito do site, gostaria de mais sugestões de educação ambiental

  • Eliziane disse:

    gostaria de ver sugestões para trabalhar ciências
    obrigada
    Eliziane

  • Nataly disse:

    Sou da baixada santista e gostaria de saber sempre sobre eventos na área de educação

  • rosiane disse:

    oi…leciono para alunos de 6 a 7 nos (alfabetização)preciso de idéias para fazer uma feira de ciências..desde já obrigado

  • Denise Vilardo disse:

    Oi, Jenny
    Acho que você representa pra nós o que há de melhor em se tratando de generosidade. Você É a pessoa receptiva que troca com a gente em tempo integral.
    E, por isso, precisamos muito de você!
    Parabéns por todas as conquistas! Você merece muito mais!
    Um beijão1
    Denise

  • Denise Vilardo disse:

    Oi, Jenny
    Acho que você representa pra nós o que há de melhor em se tratando de generosidade. Você É a pessoa receptiva que troca com a gente em tempo integral.
    E, por isso, precisamos muito de você!
    Parabéns por todas as conquistas! Você merece muito mais!
    Um beijão1
    Denise

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Wikis são opção para sedimentar conhecimento no Pesquisa Educação.

Meta

%d blogueiros gostam disto: