Aumenta o uso da tecnologia educacional na América Latina

01/11/2008 § 7 Comentários

veracnpq.jpg
apoiofinal-thumb.jpg


Entrevista – Vera Menezes apresentou no I Congresso de Tecnologias na Educação, o trabalho “O computador: um atrator estranho na educação lingüística na América do Sul”, que também foi apresentado em palestra no WORLDCALL 2008 e pode ser lido no site da autora. Nesta entrevista, Vera conta um pouco mais sobre seu trabalho e desafia quem não acredita no valor da tecnologia para a educação na América Latina.


Seu trabalho traz um histórico compreensivo do ensino de línguas mediado por computador na América Latina. O que você gostaria de ver nessa área no futuro? O que mais falta de participação da tecnologia educacional no ensino latino-americano?
Eu gostaria de ver duas coisas essenciais: universalização do acesso e professores bem capacitados. Quando digo bem capacitados não quero dizer apenas no uso da tecnologia, mas no conteúdo que ensinam e nas questões sobre ensino-aprendizagem. Sem isso vamos continuar usando as novas tecnologias para oferecer ensino velho e ineficaz. Tenho visto muita coisa inútil mediada pelo computador.
Como foi participar do evento virtual I CTE e quais os pontos na discussão do seu texto que você achou mais interessantes trazidos pelos congressistas?
Na realidade fiquei um pouco frustrada com algumas discussões. O título não foi atraente e houve poucos leitores. E poucos participantes trouxeram questões para serem debatidas e alguns leram as metáforas da teoria do caos na base do senso comum. Ou seja não entenderam. Apesar de ter ficado feliz com os que complementaram o texto, não posso deixar de ficar com preguiça de ler mensagens que insistem em marcar que o computador não chegou aos menos favorecidos como se isso tirasse o valor da tecnologia. <

Escrevo um texto mostrando que o uso está aumentando e impactando nosso continente e o leitor apressado vem afirmar e cobrar que o computador não chegou aos menos favorecidos. O que não é verdade, pois as favelas têm lan houses. Essa discussão mostra há pessoas que não conseguem entender que sem mostrar a relevância do papel da tecnologia ela nunca vai chegar aos pobres.

Isso acontece em todos os campos. Veja a questão da mamografia. Apenas os pobres não tem acesso a esse exame anual, mas isso ficou tão lugar-comum na classe média que acabou forçando seu acesso aos pobres e o presidente acaba de assinar um decreto dando esse direito a todas as mulheres. Eu tenho preguiça desse discurso da miséria e da demonização dos mais favorecidos. A própria história da tecnologia indica que tudo chegou primeiro aos poderosos e ricos (correio, livro, luz, telefone) e só depois foi dado acesso aos mais pobres. Muita gente ainda não tem luz, telefone e nem livro no Brasil, mas ninguém fala sobre isso. Eu gosto de gente pró-ativa. Não seria melhor que me perguntassem como fazer para levar a tecnologia aos pobres? Eu teria uma boa resposta para isso, pois já fui testemunha de soluções. Faça um bom projeto para a comunidade que você conhece e que não tem tecnologia. Encaminhe ao PROINFO, às secretarias de educação. Tente contato com ONGs, com empresas privadas para parcerias. É muito fácil dizer que o governo não faz nada sem que se tente fazer alguma coisa.
A organizadora do CTE, Fátima Franco, a credita como uma das professoras que ela mais admira e que foi responsável pela entrada dela em projetos de EAD. Você sente ter “feito escola” com seu trabalho em educação a distância? Quais os projetos ou pesquisas que você destacaria na sua trajetória como pesquisadora?
Não sei se fiz escola. Acho que contaminei algumas pessoas com meu vício de mediar cursos online. É muito gratificante ver ex-alunos introduzindo cursos online em suas instituições e pessoas que foram muito além do que faço como é o caso da Fátima Franco que organiza um evento virtual de tanto sucesso.
Quanto à pesquisa, eu tenho investigado a interação na web, ora focando os gêneros digitais (ex. email) e ora questões como feedback e características da interação online. Alguns desses trabalhos estão em parceria com Adail Rodrigues-Junior. Mas o melhor da pesquisa tem sido feita pelos meus orientandos. Gosto muito do trabalho de Ricardo Augusto de Souza sobre tandem learning, do Valdir Silva sobre aprendizagem colaborativa online e de Júnia Braga sobre grupos autônomos em curso online.

Anúncios

§ 7 Respostas para Aumenta o uso da tecnologia educacional na América Latina

  • Fátima Franco disse:

    Oi, Vera:
    você fez escola, sim. Minha primeira disciplina on line foi com você como professora, quando ninguém pensava em implantar isto.Foi com você também que aprendi a criar blogs,discuti-los e pude passar isso para frente.
    Tenha certeza que você não só nos contaminou.Você nos ensinou a usar as tecnologias na educação.
    E não fique frustrada com a participação insípida. Com certeza você plantou mais uma semente.
    Muito obrigada pela sua participação e pelo apoio que você deu ICTE.
    Grande abraço

  • Jenny Horta disse:

    Olá professora Vera! Infelizmente fui uma das que não teve tempo de participar da discussão, mas já separei o texto, pois o assunto é de extrema importância para quem está iniciando na área e exatamente como você coloca, procurando a melhor capacitação.
    Um grande abraço e obrigada pela valiosa contribuição.

  • Guaciara disse:

    olá!Trabalho com EJA- Educação de Jovens e Adultos (até a 4ª etapa da 2ª fase)e com ensino fundamental regular.
    Parabenizo pela inicitiva do projeto. EDUCAR TAMBÉM É CONTRIBUIR.

  • Michele disse:

    OLÁ,
    gostaria de receber dicas de atividades e brincadeiras, para crianças de 5 e 6 anos, MUITO OBRIGADA

  • Maria da Penha Araújo disse:

    Sou de João Pessoa e gostei muito das informações que encontrei aqui

  • Claudia disse:

    Olá gostaria de saber como faço para ter dicas de atividades? Sou coordenadora de uma escola da Educação infantil a 4ª série e estamos iniciando o trabalho com alguns temas como: Alimentação na turma do maternal, Água com o infantil I, Animais em extinção no infantil II, na 1ª Contos,na 2ª diferenças raciais e 3ª e 4ª Floresta Amazônica. Será que é possivel que me indiquem algumas sugestões?

  • Rosane Santiago disse:

    Gostaria de saber mais sobre EAD e pós-graduação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Aumenta o uso da tecnologia educacional na América Latina no Pesquisa Educação.

Meta

%d blogueiros gostam disto: